CUIABÁ

POLICIAL

Suspeitos são presos por furto e receptação de gado em Alto Boa Vista

Publicados

em


Nesta quarta-feira (25.08), a Polícia Militar encaminhou dois homens à Delegacia por furto de gado e receptação, no município de Alto Boa Vista. Onze animais foram localizados. 

Os policiais receberam informações via telefone de um homem relatando que embargava um gado em uma propriedade rural, no bairro Mãe Maria, quando constatou que havia cerca de 16 cabeças de gado (bezerro) com marca da sua propriedade e de outro homem.

O comunicante disse ainda, que enviou fotos e vídeos dos animais no curral, para um dos suspeitos, proprietário de uma distribuidora atacadista da qual estava arrendada para ele. Os policiais foram até o referido estabelecimento e localizou o suspeito que disse que o gado era dele e que teria comprado do outro suspeito por R$ 1,7 mil cada animal.  

O suspeito que disse que comprou o gado não apresentou o guia de trânsito animal (GTA) e nem nota fiscal, ele relatou que tinha apenas comprovantes de pagamentos na conta do segundo suspeito.  O comprador do gado foi encaminhado à delegacia após resistir a condução policial. O suposto vendedor (o segundo suspeito) foi localizado e também conduzido para a delegacia para prestar esclarecimentos. O suspeito que teria vendido o gado negou o crime, e disse que não tinha nenhum comprovante de pagamento.

Leia Também:  Filha e genro de idoso que morreu em incêndio são presos pela Polícia Civil

A PM identificou no curral 11 animais entre eles, bezerros, boi, novilhas e vacas. Nenhum dos animais apresentava marcação dos envolvidos. Os dois homens foram entregues para a Polícia Judiciária Civil que vai investigar o caso.  

Fonte: PM MT

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

POLICIAL

Polícia Civil recupera R$ 2 mil subtraídos de duas vítimas em golpes distintos de estelionato

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Duas ações distintas realizadas pela Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Informáticos (DRCI), resultaram na recuperação de R$ 2 mil, subtraídos de vítimas de golpes de estelionato aplicados pela Internet.

O primeiro golpe foi aplicado contra uma vítima de Maceió estado de Alagoas. Acreditando estar atendendo um pedido seu filho feito pelo aplicativo whatsapp, a vítima fez três transferência via pix para contas distintas nos valores de R$ 1.250, R$ 2.865 e R$ 8.455 para o golpista.

A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) recebeu a denúncia e acionou a equipe da DRCI, uma vez que havia informações que as contas eram do estado de Mato Grosso. Com base nas informações passadas, foi possível fazer o bloqueio de R$ 1.400 subtraídos da vítima.

A segunda vítima acreditando conversar com uma conhecida, negociou uma televisão pelo valor R$ 670. Logo após a transferência via pix, a vítima percebeu que havia caído em um golpe, uma vez que o golpista continuou pedindo dinheiro se passando pela amiga da vítima.

Leia Também:  PM liberta mulher trancada em casa e prende suspeito por ameaça e cárcere privado no Aráes

Em diligências sobre o caso, a equipe da DRCI conseguiu recuperar R$ 600 do valor subtraído com o golpe. Com as duas ações, foi possível recuperar R$ 2 mil por meio de bloqueios em contas bancárias e que serão restituídos às vítimas.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

PICANTES

MAIS LIDAS DA SEMANA