CUIABÁ

NACIONAL

Vereador morto em Duque de Caxias não relatou sofrer ameaças a parentes e amigos

Publicados

em


source
Sandro do Sindicato
Reprodução

Sandro do Sindicato

Parentes e amigos do vereador Alexsandro Silva Faria, o Sandro do Sindicato, morto nesta quarta-feira em Duque de Caxias, dizem que o parlamentar não relatou sofrer ameaças. Ele foi morto a tiros quando dirigia uma van pela Estrada do Pilar, no bairro Pilar, nesta manhã.

Execução na Baixada : Duque de Caxias tem terceiro vereador morto este ano; Sandro do Sindicato é assassinado a tiros

O vereador, de 42 anos, cumpria seu primeiro mandato, após ser eleito no ano passado com 3.247 votos. Ele era diretor da SITICOMMM-Caxias (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil, Montagem Industrial, Mobiliário, Mármore e Granito e do Vime de Duque de Caxias).

O filho mais velho do vereador, Alexsandro Júnior, diz que o pai não relatou sofrer qualquer ameaça.

— Não tinha embate com ninguém — disse o filho.

De acordo com a família, Sandro do Sindicato não andava com seguranças, mesmo que a Câmara Municipal de Duque de Caxias tenha anunciado reforço na segurança dos vereadores depois que o segundo parlamentar foi assassinado este ano, há um mês. Os parlamentares passaram a reforçar a segurança, como o presidente da Casa, Celso do Alba (MDB), depois de receber ameaças anônimas.

Sem imunização: Criminosos cobram R$ 500 em bitcoins para falsificar ‘passaporte da vacina’ no Rio

Também foram assassinados à tiro esse ano os voreadores Joaquim José Santos Alexandre, o Quinzé, em setembro; e Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado (MDB), em março, num ataque que culminou também no assassinato de seu filho, Gabriel da Silva.

Leia Também:  Bolsonaro discursa no Shot Fair Brasil; membros do governo estavam presentes

Sonho de ser vereador

Marcos Silva Faria, de 39 anos, irmão de Sandro do Sindicato, disse que ser vereador em Duque de Caxias era o sonho do parlamentar, que chegou a concorrer três vezes nas eleições até ser eleito por média de votos ano passado. Mas Sandro já estava cogitando deixar o mandato para se dedicar à Igreja Ministério Apostólico Adonay.

Leia Também

— Ele sempre sonhou ser vereador, e as pessoas no bairro achavam que ele não teria condições. Primeiro pela cor da pele, e pela condição financeira. Ele realizou o sonho dele. Acredito que morreu feliz — disse Marcos.

80 tiros em carro: Viúva passa mal em julgamento de militares que mataram músico na Zona Norte do Rio

Segundo Alexsandro Júnior, de 26 anos, Sandro chegou a conversar com ele há poucos dias sobre a possibilidade de que assumisse o trabalho político do pai no sindicato e na Câmara.

— Uma semana atrás ele me mandou mensagem perguntando: “filho, você está preparado para ficar no meu lugar?”. E ele falou que queria fazer o projeto de Deus na igreja, que queria se entregar a isso — disse o filho mais velho do parlamentar.

Sandro do Sindicato era casado, e deixa 6 filhos. Ainda não há informações sobre o enterro. A Câmara Municipal de Duque de Caxias divulgou nota de pesar e prestando solidariedade à família do vereador.

Em 2021, o Instituto Fogo Cruzado mapeou sete políticos baleados na Região Metropolitana do Rio: seis morreram. Dos sete baleados, cinco casos foram na Baixada Fluminense: todos morreram.

Operação Kryptos: ‘Corretor das estrelas’, indiciado por atuar com ‘Faraó dos Bitcoins’, é preso em São Paulo; ele estava foragido

Assassinatos em Caxias este ano

Há um mês, o também vereador Joaquim José Santos Alexandre, o Quinzé, de 66 anos, foi assassinado a tiros quando saiu de seu carro para entrar na casa de uma pessoa que iria visitar em São João de Meriti. O autor dos disparos, que estava em um veículo, fugiu. Quinzé estava em seu terceiro mandato.

A morte do primeiro parlamentar neste ano foi em março. Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado (MDB), e do filho dele, Gabriel da Silva, foram mortos a tiros no bairro Jardim Primavera. Investigações da Polícia Civil levantaram a suspeita de envolvimento do parlamentar com um grupo de extermínio.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

Carro de deputado federal é alvo de tiros no Rio de Janeiro

Publicados

em


source
Carro de deputado foi alvo de tiros na Baixada Fluminense
Reprodução / Redes Sociais

Carro de deputado foi alvo de tiros na Baixada Fluminense

Na manhã desta terça-feira (19), o carro do deputado federal Gutemberg Reis (MDB-RJ), irmão do prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, do mesmo partido, foi atingido por tiros no bairro da Mantiqueira, em Duque de Caxias ( RJ ). Ele, no entanto, não estava no veículo no momento dos disparos.

Na hora do acontecimento, somente o segurança do deputado estava no carro, mas ele não foi atingido. O funcionário ia buscar Gutemberg para levá-lo ao aeroporto.

O deputado prestou depoimento na 61ª DP (Xérem), e o veículo foi submetido à perícia.

A assessoria de Gutemberg afirmou ao Metrópoles que ele não falaria sobre o assunto e já teria voltado ao trabalho. De acordo com a Polícia Civil, as investigações estão sob sigilo.

Leia Também:  Bicicleta furtada de casal no Leblon é recuperada no Largo do Machado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

PICANTES

MAIS LIDAS DA SEMANA