CUIABÁ

NACIONAL

Senadores pretender adiar votação de novo ministro do STF indicado por Bolsonaro

Publicados

em


source
Tática seria protelar a votação até 2022, com isso, o presidente Jair Bolsonaro não indicaria outro magistrado 'terrivelmente evangélico'
Reprodução/Flickr

Tática seria protelar a votação até 2022, com isso, o presidente Jair Bolsonaro não indicaria outro magistrado ‘terrivelmente evangélico’

Parlamentares oposicionistas – e alguns deles  alinhados com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – já discutem a possibilidade da não realizar a votação do próximo ministro do Marco Auréllio Mello no Supremo Tribunal Federal ( STF ), que se aposentará em julho. A intenção seria de simplesmente ignorar a indicação presidencial. As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

Caso a escolha seja de colocar o advogado-geral da União na Suprema Corte, André Mendonça, os senadores podem ‘sentar em cima’ da votação sob o argumento de que há pautas com uma maior urgência para debater.

A intenção é não barrar a escolha – e se indispor com o setor evangélico – mas esperar até a definição eleitoral ocorrer em 2022.


O movimento é parecido com o que a Suprema Corte americana realizou em 2016, quando Barack Obama – em fim de mandato – indicou Merrick Garland para a o maior tribunal do país. Os senadores ‘enrolaram’ por 293 dias e não chancelaram a indicação de Obama. Com isso, o candidato republicano Donald Trumo venceu as eleições e, no ano seguinte, realizou a indicação de Neil Gorsuch.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

IBGE confirma início do Censo em 1ª de agosto

Publicados

em


source
Aparelho onde as informações do Censo serão registradas
Arquivo / Agência Brasil

Aparelho onde as informações do Censo serão registradas

Quase dois anos após a data inicialmente prevista, o Censo Demográfico 2022 já tem data para começar: 1º de agosto. Antes marcada para 2020, exatamente dez anos após a última coleta de dados, em 2010, a pesquisa teve que ser adiada em razão da pandemia de covid-19.

A data foi confirmada pelo IBGE hoje (25), um dia depois da sanção do Orçamento da União, que prevê R$ 2,2 milhões para o Censo.

Inicialmente, os técnicos esperavam que os recenseadores começassem as visitas ainda em junho, mas o cronograma foi ajustado para a troca da banca responsável pelo concurso que vai contratar os profissionais.

Entre agosto e outubro, espera-se que eles visitem mais de 70 milhões de domicílios em todo o país. Como medida de segurança, o IBGE afirmou que seguirá protocolos sanitários de saúde contra a covid-19 como o uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social durante as visitas.

Leia Também:  Carro prensado por caminhões em Manaus deixa dois mortos; vídeo mostra ferragens

Além da entrevista presencial, a população poderá participar do Censo pela internet ou por telefone. Uma Central de Apoio à Coleta está à disposição dos cidadãos para esclarecer dúvidas de acesso e fornecer o suporte necessário.

Vale lembrar que todos os recenseadores do IBGE estarão uniformizados com bonés e coletes azuis com a logomarca do órgão. No colete, o funcionário apresentará também um crachá com identidade e matrícula do entrevistador. As informações serão registradas em aparelho semelhante a um smartphone, na cor azul. Para confirmar a identidade dos entrevistadores, basta acessar respondendo.ibge.gov.br ou ligar para 0800 721 8181.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

PICANTES

MAIS LIDAS DA SEMANA