CUIABÁ

NACIONAL

Ouro Preto: 80 famílias são evacuadas por risco de deslizamento

Publicados

em


source
Ouro Preto: 80 famílias são evacuadas por risco de deslizamento
Reprodução

Ouro Preto: 80 famílias são evacuadas por risco de deslizamento

O risco de desabamento fez com que 80 famílias fossem evacuadas de suas casas no bairro Taquaral,  em Ouro Preto, na manhã desta sexta-feira. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de Minas Gerais estão com equipes no local para dar orientações sobre o perigo gerado após a chuva dos últimos dias.

O coordenador da Defesa Civil do município, Neri Moutinho, informou que as famílias retiradas ficarão em abrigos ou receberão aluguel social. Mas há aquelas que preferem se restabelecer por conta própria.

“Os bombeiros de Ouro Preto estão neste momento auxiliando a Defesa Civil a evacuar 80 famílias de suas residências no bairro Taquaral. Nossas equipes estão orientando essas pessoas que estão em área de risco geológico gerado após a chuva dos últimos dias”, informou o Corpo de Bombeiros, por meio de nota.

Outras 25 famílias já haviam sido retiradas do local nesta terça-feira, também por risco de deslizamento. As ruas do bairro, que fica em uma encosta, apresentam rachaduras.

Leia Também:  Após reunião com prefeitura, médicos de SP mantêm greve na quarta

Leia Também

Nesta quinta-feira, um deslizamento de terra na cidade mineira destruiu casas. Imagens feitas por populares mostram o momento em que parte do Morro da Forca desaba no centro histórico do município mesmo sem chuva.

Dois imóveis históricos e tombados foram atingidos. De acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), um deles é um casarão do século XIX, pertence à prefeitura de Ouro Preto, que estava interditado desde 2012. Nao houve vítimas.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 8h30 de ontem para realizar uma vistoria no local. O colapso ocorreu por volta das 9h10. Após o desabamento, o local foi isolado. Moradores da região também foram retirados de suas casas.

Pouco antes do deslizamento, o coordenador da Defesa Civil do município, Neri Moutinho, pediu que a população não transitasse naquela área, que havia sido interditada.

Leia Também:  Sem Monique, corpo do avô materno de Henry morto por Covid-19 é enterrado

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

NACIONAL

IBGE confirma início do Censo em 1ª de agosto

Publicados

em


source
Aparelho onde as informações do Censo serão registradas
Arquivo / Agência Brasil

Aparelho onde as informações do Censo serão registradas

Quase dois anos após a data inicialmente prevista, o Censo Demográfico 2022 já tem data para começar: 1º de agosto. Antes marcada para 2020, exatamente dez anos após a última coleta de dados, em 2010, a pesquisa teve que ser adiada em razão da pandemia de covid-19.

A data foi confirmada pelo IBGE hoje (25), um dia depois da sanção do Orçamento da União, que prevê R$ 2,2 milhões para o Censo.

Inicialmente, os técnicos esperavam que os recenseadores começassem as visitas ainda em junho, mas o cronograma foi ajustado para a troca da banca responsável pelo concurso que vai contratar os profissionais.

Entre agosto e outubro, espera-se que eles visitem mais de 70 milhões de domicílios em todo o país. Como medida de segurança, o IBGE afirmou que seguirá protocolos sanitários de saúde contra a covid-19 como o uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social durante as visitas.

Leia Também:  Operação sobre sumiço de meninos em Belford Roxo prende 16 pessoas

Além da entrevista presencial, a população poderá participar do Censo pela internet ou por telefone. Uma Central de Apoio à Coleta está à disposição dos cidadãos para esclarecer dúvidas de acesso e fornecer o suporte necessário.

Vale lembrar que todos os recenseadores do IBGE estarão uniformizados com bonés e coletes azuis com a logomarca do órgão. No colete, o funcionário apresentará também um crachá com identidade e matrícula do entrevistador. As informações serão registradas em aparelho semelhante a um smartphone, na cor azul. Para confirmar a identidade dos entrevistadores, basta acessar respondendo.ibge.gov.br ou ligar para 0800 721 8181.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

PICANTES

MAIS LIDAS DA SEMANA