CUIABÁ

MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Operação Ultimatum mira produtores rurais por sonegação fiscal

Publicados

em


Foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (24) a operação “Ultimatum”, pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz/PJC), a 14ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá/MPE, com atuação junto ao Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (CIRA) e Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). Foram expedidas 130 intimações policiais dirigidas a produtores rurais, bem como 130 notificações por parte daquele Comitê.

A ação desencadeada pelos órgãos é um desdobramento da operação “Fake Paper”, que investiga possível utilização por parte dos produtores intimados/notificados de um esquema criminoso arquitetado para promover a falsificação de documentos públicos, uso de documentos falsos e emissão de notas fiscais frias, as quais seriam supostamente utilizadas pelos beneficiários e empresas investigadas para a prática de crimes de sonegação fiscal, bem como promover a recuperação dos ativos devidos ao Estado de Mato Grosso.

O modelo de operação, até então inédito no estado, congrega a atuação concatenada dos órgãos que atuam na Ordem Tributária (PJC/MPE/SEFAZ/CIRA), buscando promover um melhor resultado nas ações fiscais, investigações policiais, ações penais e recuperação de ativos.

Leia Também:  Liminar concedida ao MPMT determina medidas urgentes para salvar baías

Nesta investigação foram detectadas operações irregulares que quantificaram um montante aproximado de R$ 110.000.000,00 (cento e dez milhões de reais) envolvendo a comercialização de grãos, sendo que os valores relativos aos impostos devidos em cada operação estão sendo mensurados e lançados pela Sefaz nos procedimentos administrativos fiscais para a cobrança dos tributos sonegados. A Secretaria também fará as comunicações devidas aos contribuintes que estiverem com débitos.

As intimações promovidas pela Defaz convocarão os produtores a prestarem esclarecimentos no Inquérito Policial que investiga a Organização Criminosa, já as Notificações oriundas do Cira oportunizam ao produtor/contribuinte a possibilidade de buscar a regularização de seus débitos para com o Estado de Mato Grosso.

A expectativa desta ação fiscal, investigativa e de recuperação de ativos trará grandes resultados, e será modelo nos procedimentos do Cira, reforçando o combate às fraudes fiscais e organizações criminosas que operam por meio de empresas de fachada, bem como a responsabilização dos sonegadores, uma vez que todas as irregularidades fiscais apuradas administrativamente serão objeto de investigações policiais e ações penais em um fluxo informacional e documental integrado.

Leia Também:  MPMT debate combate ao abuso sexual e rede de proteção em live 

Os mandados de intimação e notificação serão cumpridos nas próximas 72 horas, nos municípios de Cuiabá, Sorriso, Sinop, Vera, Feliz Natal, Nova Mutum e outros. Esta operação contou com o apoio da Diretoria do Interior da PJC/MT e também das Delegacias Regionais e municipais dos municípios respectivos para o cumprimento das medidas.

Fonte: MP MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Inscrições para último módulo de capacitação começam nesta quinta

Publicados

em


O último módulo da capacitação “Agentes públicos e a prestação de atendimento humanizado às mulheres em situação de violência doméstica e/ou familiar” será realizado dia 9 de dezembro, das 14h às 17h (horário de Cuiabá), via plataforma Teams. Interessados em participar devem se inscrever aqui, a partir desta quinta-feira (2).

Promovida pela Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra Mulheres da comarca de Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento, a capacitação tem por objetivo sensibilizar e orientar agentes inseridos nas políticas de segurança pública acerca das questões relacionadas à violência contra a mulher, de forma a compreenderem a importância da prestação de atendimento humanizado, acolhedor e isento de pré-julgamentos, para que as vítimas se sintam amparadas e de fato seguras.

O primeiro tema a ser abordado nessa etapa é “Trabalho em rede e a importância do trabalho intersetorial”, que terá como facilitadoras a professora do curso de Serviço Social do Centro Universitário Univag, doutoranda em Política Social, Leila Chaban, e a coordenadora do curso e mestra em Política Social, Terezina Fátima Paes de Arruda. Elas falarão sobre a importância do trabalho intersetorial desenvolvido pela Rede de Enfrentamento sob a perspectiva de oferta de atendimento efetivo e resolutivo às mulheres, bem como sobre os serviços ofertados pelas instituições que a compõem.

O outro tema do módulo é “Serviços socioassistenciais disponíveis nos municípios de Várzea Grande e Nossa Senhora do Livramento”, ministrado pela coordenadora do curso de Serviço Social da Universidade de Cuiabá (Unic) e mestra em Política Social, Taynara Morais Humbelino. Ela apresentará os serviços socioassistenciais ofertados de forma a possibilitar os encaminhamentos das mulheres e famílias atendidas pelos agentes que compõem a rede de atendimento.

Fonte: MP MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MPMT debate combate ao abuso sexual e rede de proteção em live 
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

PICANTES

MAIS LIDAS DA SEMANA