CUIABÁ

CUIABÁ

Cuiabá sedia maior evento de boxe do país de 4 a 12 de dezembro; Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer é parceira do evento

Publicados

em


Davi Valle

Clique para ampliar

Entre os dias 4 a 12 de dezembro, Cuiabá sediará um dos maiores campeonatos do país, o 19º Campeonato Brasileiro de Boxe Elite Feminino e o 76º Campeonato Brasileiro de Boxe Masculino. Serão 260 atletas disputando o cinturão do melhor do país. O ringue está sendo montado no Ginásio da Lixeira, no bairro Areão. O campeonato estará aberto ao público de 14h às 21h. A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer é parceira do evento que é realizado pela Confederação Brasileira de Boxe (CBB).

Os medalhistas olímpicos em Tóquio, Hebert Conceição (metalista de Ouro) – Abner Teixeira (Bronze) e Beatriz Ferreira (Prata), irão participar do evento.

No dia 3 de dezembro, que antecede  a data da abertura do campeonato, será realizado o lançamento do evento na praça Eurico Gaspar Dutra – conhecida por ‘Praça Popular’, com apresentação  de alguns lutadores e a presença de autoridades da Capital, a partir das 19h.

“Teremos uma estrutura montada na praça, com um ringue montado no local para que as pessoas tenham uma noção do que será esse grande evento. A ideia de fomentar o esporte e trazer grandes campeonatos como esse é de iniciativa do prefeito Emanuel Pinheiro, que nos orienta a colocar  Cuiabá nesses circuitos esportivos nacionais”, comentou 

Leia Também:  Presidente da Federação de Dirigentes Lojistas e presidente da Câmara debatem pautas de apoio ao comércio

“Este vai ser o maior evento de boxe do país, isso porque, neste ano, foram 260 boxeadores classificados pelo ranking estadual de vários estados. E neste campeonato que será sediado em Cuiabá é para escolher a melhor boxeadora e o boxeador do país. A nossa cidade já foi palco de campeonatos similares, mas não com essa estrutura de agora”, comentou a secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Rabelo Leite Jacob.

A entrada será gratuita, com exceção da final, no dia 12 de dezembro, data de encerramento. Nesta data quem quiser assistir as lutas a entrada será um quilo de alimento não perecível ou um litro de leite. O evento será transmitido ao vivo pelo canal da Confederação Brasileira de Boxe (CBB) no YouTube e também pelos canais das redes sociais da Prefeitura de Cuiabá.  

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CUIABÁ

Escolas terão que comunicar pais ou responsáveis sobre ausência escolar injustificada do aluno

Publicados

em


Secom CMC

O vereador Dr. Luiz Fernando teve o projeto de lei sancionado pelo Poder Executivo
Com apenas duas semanas para o início do ano letivo, o Executivo Municipal sancionou a lei nº 6.735 de 14 de dezembro de 2021, que estabelece a necessidade de informação sobre a ausência de alunos de escolas públicas e privadas, durante o período escolar, revogando a lei nº 6.231 de 06 de novembro de 2017.
&nbspA matéria é de autoria do vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos) e foi proposta a fim de zelar junto aos pais ou responsáveis, pela frequência à escola.
De acordo com a propositura, a direção das escolas da Capital deverá entrar em contato com os pais ou responsáveis em caso de ausência escolar injustificada dos alunos nas escolas e nas salas de aula, durante o período escolar.
“Todas as unidades deverão manter atualizados os dados cadastrais dos seus alunos e familiares, dentre eles, o número de identidade, endereço, telefone e o endereço de correio eletrônico”, profere trecho do documento.
Considera-se como ausência escolar injustificada a falta de comparecimento à escola ou à aula pelo aluno, por pelo menos 3 (três) dias consecutivos ou 5 (cinco) dias no mês, sem prévia ou posterior justificativa oral ou escrita do responsável do aluno ao professor ou à direção escolar.
Ainda conforme a lei – a direção das escolas deverá ter a obrigação de comunicar ao conselho tutelar, o descumprimento dos deveres inerentes ao poder familiar e, eventualmente, a ocorrência de possível crime de abandono de intelectual, em caso de: impossibilidade de contato virtual ou presencial do responsável por mais de 15 dias pela direção e repetida ausência injustificada do aluno às aulas, após a realização de reunião convocada pela direção.
O vereador explica que está cada vez mais comum nas escolas – alunos adentrarem o estabelecimento de ensino, em seguida, saírem para as ruas. Em alguns casos, nem chegam a entrar na sala de aula.
&nbspEm relação a revogação da lei nº 6.231, Luiz Fernando explica a normativa obriga apenas que a direção escolar notifique os responsáveis sobre a injustificada ausência dos alunos na escola. No entanto, o vereador acredita que a lei deixa a desejar quanto à questão da diminuição da evasão escolar.
No ponto de vista do parlamentar, isso ocorre pelo fato de a lei não estabelecer mecanismos que assegurem a responsabilidade dos pais em zelarem pela assiduidade de seus filhos nas escolas e da própria escola e sociedade em fazerem com que os pais cumpram seus deveres legais.
“Para baixar a evasão escolar não é necessário somente notificar os familiares e responsáveis sobre a ausência dos filhos nas aulas e nas escolas, mas também acompanhar o exercício das responsabilidades legais para com seus filhos”, avaliou Luiz Fernando ao acrescentar que a adoção destas medidas irão apresentar mecanismos efetivos para coibir a evasão escolar e, portanto, diminuir o número de alunos evadindo da rede escolar.

Márcia Martins/Gabinete Vereador Dr. Luiz Fernando

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Suspenso no período pandêmico, Sorp reativa número do Disque-Silêncio
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

PICANTES

MAIS LIDAS DA SEMANA